Curso de Especialização em Estudos do Mar, Estratégia e Segurança Global - 1ª Edição

A aplicação dos Estudos do Mar no território estende-se às atividades dos setores público e privado, que importam aos atores locais, regionais, nacionais e internacionais

Descrição do Programa

Os Estudos do Mar são um campo académico interdisciplinar, que contende com diferentes áreas do saber, destinado a gerir os desafios de desenvolvimento e de segurança decorrentes das relações críticas e contínuas das atividades humanas com o mar.

No atual quadro socioeconómico é fundamental formar profissionais completos, dotando-os com as ferramentas de gestão e o saber necessário para pensarem como profissionais de ação e agirem com base no pensamento, no âmbito dos processos de tomada de decisão em matérias de desenvolvimento e de segurança relacionadas com o uso do mar.

A aplicação dos Estudos do Mar no território estende-se às atividades dos setores público e privado, que importam aos atores locais, regionais, nacionais e internacionais, como as organizações internacionais, os governos, as comunidades intermunicipais, as autarquias locais, as indústrias, as organizações ambientais, as comunidades costeiras e as organizações de segurança e defesa nacional, facilitando o aproveitamento das oportunidades geradas pelo mar, bem como o incremento da sua compreensão e conhecimento.

 

Destinatários

Esta formação destina-se a capacitar dirigentes e técnicos superiores da administração pública, quadros de empresas ligadas ao sector do mar, profissionais liberais, assim como todos aqueles que se interessem pelos assuntos do mar.

Número de Vagas: 26 vagas

 

Seleção

Os critérios de seleção e de seriação dos candidatos são os seguintes:

a) O ordenamento dos candidatos à frequência do ciclo de estudos é efetuado pela Comissão de Coordenação, com base numa avaliação global do seu percurso, em que são considerados os seguintes critérios, com os coeficientes de ponderação indicados para cada um:

i) Apreciação do currículo escolar, científico e técnico, pontuados de 1 a 5 pontos, com um coeficiente de ponderação de 40%;

ii) Experiência profissional na área do curso, pontuada de 1 a 5, com um coeficiente de ponderação de 40%;

iii) Potencial de valorização socio, económica e cultural para a região, pontuada de 1 a 5, com um coeficiente de ponderação de 20%;

b) A seriação é efetuada de acordo com a soma dos pontos obtidos por cada candidato;

c) A decisão final de aceitação ou recusa da candidatura compete à Comissão de Coordenação do ciclo de estudos, recorrendo, se necessário, a uma entrevista.