Bolsas de Mérito nos Mestrados em Direito: As histórias e rostos por detrás do esforço

Thursday, July 23, 2020 - 09:29

A Faculdade de Direito oferece bolsas e prémios aos alunos de mestrado com as notas mais elevadas em cada ano letivo. Para os estudantes, esta ferramenta de reconhecimento do esforço e do trabalho desenvolvido ao longo do percurso académico é um motivo de orgulho.

Gonçalo Almeida Garret sempre soube da existência de bolsas e prémios para os melhores alunos. O facto de não ter conseguido obter esse reconhecimento no primeiro ano da licenciatura acabou por motivá-lo.

Atualmente, é aluno do mestrado em Direito com especialização na área de Direito Privado e acredita que o melhor método para se destacar enquanto aluno é “tirar o melhor proveito possível das aulas”. A par dos apontamentos e da realização de exames de anos anteriores, consegue preparar-se de forma estruturada para todas as provas.

Além do fator económico, David Ramos destaca que que a bolsa de mérito representa “a celebração de todo o esforço e sacrifício dispensados ao longo do ano”. Para o estudante de mestrado em Direito com especialização na área de Direito Internacional e Europeu, é errado acreditar que existe “uma fórmula única” para o sucesso, acreditando que a estruturação de uma rotina é vital para resultados de excelência.

No entanto, defende que os fatores externos também influenciam o seu percurso como estudante: “É crucial não tornar a componente académica desmedidamente importante, a vida é muito mais do que um número na pauta”.

Já Ricardo Amaro não esconde o orgulho pelo reconhecimento do seu trabalho e perceciona o prémio como “uma recompensa”. Para chegar até este patamar, o aluno de mestrado em Direito com especialização na área de Direito da Empresa e dos Negócios frequentou todas as aulas de forma a perceber “o fio condutor” de cada disciplina. Para além disso, o estudante divide a sua estratégia de estudo em dois momentos diferentes: “Em primeiro lugar, compreender a componente teórica da matéria lecionada, para depois, num segundo momento, aplicá-la a situações práticas.”

De igual forma, Paula Guedes, aluna oriunda do Brasil, onde realizou a sua graduação em Direito, dedicada muito tempo ao estudo das várias matérias lecionadas, uma vez que a preocupação em manter a sua elevada média é constante. A aluna de mestrado em Direito com especialização na área de Direito Internacional e Europeu encontra na bolsa de mérito “um estimulo” para manter o seu foco, mesmo que não seja um objetivo assumido.

Aliás, a principal razão para manter os seus resultados está relacionada com o fator da empregabilidade: “Vejo nos estudos uma forma de me destacar e, assim, se eu quero visibilidade e ser uma profissional competente e capaz, estou ciente que só alcançarei esses objetivos a partir do estudo e do conhecimento, o que me dá motivação.”

As bolsas de mérito são atribuídas aos estudantes inscritos em mestrado que tenham obtido as classificações mais elevadas, desde que iguais ou superiores a 15 valores.