Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos: A aprendizagem à distância

Thursday, February 11, 2021 - 10:02

De forma a garantir uma alternativa ao ensino presencial, diversos cursos em regime combinado ou 100% online foram disponibilizados. Assim, estudantes oriundos de qualquer país podem frequentar as Pós-Graduações da Faculdade de Direito.
Vamos conhecer o testemunho de três alunas que assistem às aulas da Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos em diferentes pontos do globo.

Quando Haua Embalo se apercebeu que poderia ser aluna à distância, decidiu candidatar-se: “Há maior flexibilidade nos horários e possibilidade de interagir com professores e colegas de diferentes países”.

Caso a formação fosse lecionada apenas em modo presencial, a gestora de projetos não conseguiria participar uma vez que mora na Guiné-Bissau.

Com o fim da Pós-Graduação agendado para abril, Haua já teve oportunidade de refletir sobre este método de ensino – se por um lado acredita que há menos interação, por outro lado reconhece que há um esforço do corpo docente para garantir o acompanhamento da turma.

Ainda que Marcela Endres Balbão resida no Porto, reconhece que a aprendizagem à distância é benéfica em contexto de combate à pandemia. Além disso, entende que a abertura do curso a estudantes estrangeiros tem várias vantagens: “Como é uma Pós-Graduação em Direitos Humanos, sinto que esta diversidade de pessoas enriquece muito o curso. É possível conhecer distintas experiências pelo mundo e ouvir pessoas que têm outras perspetivas, mais diversas do que quando estamos limitados a um único contexto.”

Segundo a advogada, os docentes criam diversos métodos que facilitam a compreensão da matéria, como o contacto frequente via e-mail e a realização de reuniões no final das sessões.

Por muito que considere que pode ser o método de ensino do futuro, Marcela atenta que são necessárias mudanças que permitam o acesso democrático aos meios digitais.

É em São Tomé e Príncipe que Nilda da Mata assiste às aulas. No entanto, a proximidade dos docentes aos alunos faz com que se sinta no campus da Foz: “É possível interagir com os docentes e com os colegas, e os docentes agem como se estivessem numa sala de aulas com os estudantes”, explica.

Para a assessora, a grande vantagem reside no menor esforço investimento financeiro, uma vez que não precisa de se deslocar para frequentar um curso lecionado a mais de 4000km de distância da sua área de residência.

Esta pós-graduação é uma iniciativa conjunta da Faculdade de Direito, da Faculdade de Educação e Psicologia e da Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica no Porto.


As candidaturas para a Pós-Graduação em Direito e Tecnologia e para a Pós-Graduação em Direito dos Valores Mobiliários e Direito Bancário, que também serão ministradas em regime online, estão abertas.