ADN Jurista: Direito e Cidadania, a visão de empregabilidade da Faculdade de Direito

Friday, July 17, 2020 - 17:32

Existe há 8 anos, desde o ano letivo 2012/2013
85 alumni já frequentaram o programa
Conta com 25 entidades parceiras
Já se realizaram 6 sessões Premium e 25 workshops Think Link

O programa ADN do Jurista foi desenhado em interação com parceiros de diferentes setores empresariais e visa desenvolver nos estudantes de Direito fatores críticos de sucesso no exercício das diferentes profissões jurídicas.

Ana Martins, coordenadora executiva do programa, explica em que consiste:

Há várias definições do que é um jurista. Aquela em que assentamos o nosso programa resulta do paradigma de que um jurista é um profissional da resolução de problemas - com soluções jurídicas. A essência, o ADN do Jurista será, então, a capacidade de resolver problemas.

Acontece que o Direito não ocorre nem se aplica no vazio, acontece num determinado contexto. Se, em abstrato, uma determinada solução jurídica pode ser a mais interessante, mediante o contexto concreto outra solução jurídica poderá ser mais exequível. Assim sendo, a capacidade de ler o contexto potencia o conhecimento técnico-científico de um jurista, independentemente da profissão jurídica que escolha. Por outras palavras, o conhecimento do mundo à nossa volta não só faz de nós melhores cidadãos, como majora a nossa empregabilidade. Esta capacidade de leitura do contexto tem um nome: literacia. No caso do ADN, literacia política, mediática e europeia.

E com que ferramenta é que os alunos aprendem a resolver problemas?

Aprendendo a pensar criticamente (Argumentação e Retórica), a comunicar eficazmente (Oratória e Escrita Jurídica) e a agir eticamente (Negociação e tomada de decisão). Por outro lado, com a ferramenta do pensamento crítico, colocamos os nossos alunos, em role play, a aplicar todos estes conhecimentos na resolução de problemas da comunidade - desde a crise dos refugiados na UE à equidade salarial.

Os alunos podem inscrever-se, gratuitamente, até ao fim do primeiro ano letivo na licenciatura em Direito. No final do programa, tem sido providenciado um estágio com o objetivo de alargar horizontes sobre o que é a prática jurídica em diferentes setores, permitindo o contacto - ainda durante a licenciatura - com uma organização em ambiente de trabalho real.